Visualizações

09 dezembro 2013

474





Choro Novo
ROGERIO SANTOS
(para
Iracema Werneck)

quando é flor à flor da pele
em virada da estação
quando é noite e lua clara
se há pele que apele aos olhos
é sábio o inverno e recessa
diante do olhar que rebrilha
é luz que alimenta a alma
nascente de água de chuva
seja no choro que acalma
a rua no fundo da noite
exale o perfume de dama
onde finda todo açoite
que vida não cabe em amarra
e canto não vive calado
choro novo é primavera
solta em sonho de cigarra

06 dezembro 2013

473




Impressões Digitais
ROGERIO SANTOS

gosto de calar
no silêncio os dizeres são outros

quando o som é mais profundo
do respirar, do um ao dez

a poesia mete os dedos
onde antes só brilhavam anéis

03 dezembro 2013

472



Pensata
ROGERIO SANTOS

muitos enriquecem
tentando nos convencer
que "ter" é sinônimo de "ser"

em caso de dúvidas
não entre nessa
consulte um dicionário

30 novembro 2013

471




Elã
ROGERIO SANTOS

e aqui me entrego tronco
morada aberta para elã jabuticaba
trago pleno de flores o meu coração
desconstruido, calado, enamorado
seja vós e voz o negro dos teus olhos
que me habite doce sem que nuble a noite
e eu ouvido na concha, nada ouça de infeliz
se é certo que há um ponto, há outro ponto
que respiro em meus pulmões enquanto primavero
sem perder que hoje é sempre inverno por um triz

28 novembro 2013

470



Casa Aberta
ROGERIO SANTOS

tenho mania
de nunca fechar 

o último botão da camisa
 
além de ser mais elegante
é muito boa a sensação

de sentir a casa aberta


21 novembro 2013